Páginas

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

4 am

4h da manhã, sou eu, peito aberto, Saudade escondida.
Apenas eu, aqui na frente da sua porta de pensamentos, sua guardiã.
Apenas eu, aquela em que você aprendeu a imaginar um mundo melhor.
Aquela que transformou tudo em amor, aquela que, quando as esperanças estavam perdidas, aprendeu a voar.
4h da manhã de um dia normal, uma lembrança brotou, o tempo passou, me desculpe, precisei partir.
Meu coração quebrou, me desculpe por essa noite, me desculpe por uma vida.
Estou aqui em sua janela de pensamentos, abri em seus sonhos, 4h da manhã e à minha única lembrança é a melhor forma de mostrar o que eu não soube guardar.
Uma vida em lembranças afogadas.
Minha porta de pensamentos estará aberta para você, jamais desejar esquecer.
4h da manhã e eu estou aqui tão só, ingratidão a minha...

9 comentários:

Gugu Keller disse...

Nada é mais íntimo do que a dor.
GK

Anônimo disse...

Certas pessoas permaneceram em seu coração e no coração de certas pessoas permanecerá você!

Zeroglota disse...

Caraaa!
Gosto de ler coisas assim.
verdadeiras no sentimento de quem ler
talvez fictício pra quem escreve
o mais importante é fazer sentir
brigaduuuuu!

Fernanda disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernanda disse...


Obrigada, meu querido!! Fiquei muito feliz com o teu comentário e com a tua visita, volte sempre! Prometo escrever mais! Beijos!!

Kenia Minervini disse...

www.assuntodehumanos.blogspot.com

Anônimo disse...

Não viva para que sua presença seja notada, mas para que sua falta seja sentida !

Fernanda disse...

E será que alguém sente minha falta?

Anônimo disse...

Tenha certeza que sim! :/